Notícias

31/07

Seguros

Fique por dentro dos principais fatores que determinam o custo do seu seguro auto

Em uma pesquisa rápida pode-se constatar que o valor do seguro de um carro (seguro auto) é diferente para cada pessoa e que não há preço tabelado para esse serviço. Isso ocorre, pois o seguro oferece um serviço para lhe auxiliar em prováveis circunstâncias de risco e havendo riscos, existe uma avaliação para mensurar quanto custaria lhe socorrer nestas prováveis situações. Como esses riscos são diferentes para cada carro e para cada condutor, é feito um cálculo para definir o custo do risco, após isso é definido o valor a ser cobrado do segurado. Os critérios utilizados para definir a quantia do prêmio de automóvel são estabelecidos, em boa parte, baseados no perfil do motorista. Por isso, quanto maior o risco atrelado a um segurado, maior será o prêmio de seguro.

Como relatado, diversos critérios são levados em consideração e definem o custo do seguro para o veículo, conheça alguns:

Idade

Condutores com idade entre 26 e 60 anos, tendem a ter um seguro de automóveis de custo menor, a menos que condutores maiores de 25 anos morem com jovens da faixa etária entre 18 e 25 anos. Uma vez que, morando com jovens nessa faixa de idade, é possível que eles também utilizem o automóvel. Baseado nas estatísticas, os atuários  das seguradoras concluem que pessoas menores de 26 anos costumam se envolver em acidentes de trânsito mais comumente, gerados por dirigirem alcoolizados, não obedecerem às leis de trânsito e por conduzirem em alta velocidade. Estudos apontam que condutores com mais de 30 anos são mais cautelosos e que motoristas com idade entre 50 a 65 compõem a população que conduz de maneira mais segura.

Sexo do motorista

As estatísticas assinalam que as mulheres são mais prudentes e cautelosas ao volante e por isso, tendem a pagar valores mais baixos nos seguros veiculares. Já os homens são mais frequentes nos acidentes de carro, portanto pagam mais caro.

Cidade e região em que reside

Esse é o fator mais conhecido e é um dos mais relevantes.  Se o condutor mora em regiões que apresentam elevados índices de violência, roubos e assaltos de veículos, o valor do seguro tende a encarecer já que o risco da seguradora aumenta. Cidades como São Paulo e Rio de Janeiro que são consideradas perigosas tanto em roubos quanto em acidentes, os preços são mais elevados. Em cidades menores e no interior esse valor também pode se tornar mais oneroso caso o local apresente dados e estatísticos que tornem o risco maior. Dentro da mesma cidade os valores podem ser diferentes, caso o motorista resida em uma região ou bairro com alto índice de criminalidade.

Marca e modelo do veículo

O fator mais relevante que define o valor do seguro são as características relativas ao carro, tais como, modelo, marca e ano. Para contratar um seguro para um veículo caro, que exige custos altos para peças de reposição o consumidor deverá arcar com um prêmio de seguro automóvel mais elevado, já que vai custar mais caro para reparar o veículo. Porém, com o passar do tempo, prêmio do seguro pode ser reduzido. Outra condição que eleva o custo do seguro é se o modelo do carro estiver na lista dos mais “visados” por bandidos. Veículos que são personalizados, possuem algum diferencial ou são exclusivos também tem custo maior na hora de realizar o seguro, uma vez que, substituí-los por acidente ou roubo acarretará um custo alto.